Artigo publicado pelo Dr. Roberto José Bittencourt, médico cardiologista, Doutor em Saúde Pública e professor do curso de graduação em Medicina da Universidade Católica de Brasília, mostra que o controle da transmissão do Coronavírus por meio da testagem de rastreio da prevalência / incidência combinado com o distanciamento social rigoroso, são as medidas necessárias para a interrupção da pandemia do novo Coronavírus no Brasil.

Segundo o Dr. Roberto Bittencourt, o objetivo do artigo é descrever evidências científicas da testagem para rastreamento de casos assintomáticos de Coronavírus. Foram observados artigos científicos, recomendações da Organização Mundial de Saúde e publicações em jornais.

De acordo com o estudo, a predição sobre a evolução da transmissão do Coronavírus no Brasil poderá alcançar 25.164 casos confirmados (melhor cenário) a 60.413 casos confirmados em 20 de abril de 2020, conforme o Núcleo de Operações e Inteligência em Saúde.

O estudo aponta pela necessidade de adoção desta medida (Testagem/Isolamento social) para o controle da pandemia e aponta-se para questões a serem respondidas para o planejamento do sistema de saúde.

Por fim, o artigo assinala que possivelmente, as medidas mais esperadas pelos brasileiros, que seriam as estratégias de volta à normalidade, somente poderão ser aplicadas com segurança se assentadas em protocolos rigorosamente apoiados em informações precisas, levantadas pela testagem de rastreio de prevalência e incidência.

Acesse o link e leia o artigo completo:

http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/649/288

Da Redação do Agenda Capital